Acho que nossas lembranças estão ligadas aos nossos sentidos... E duas coisas que lembram muito a minha infância são: bolo de mil folhas e o patinho da Dulca! Quando meu pai trabalhava no Centro, ele sempre trazia para casa os patinhos! Era uma delícia e o visual era muito legal. Pra mim era como se fosse um brinquedo, tinha até dó de comer! Era uma diversão maravilhosa!

Sandra Takao, decoradora de Festas

Quando eu era pequena, minha mãe levava minha avó perto do centro, para jogar carta com as amigas e eu e minhas irmãs adorávamos ir juntas, pois minha mãe sempre parava na Dulca e comprava suspiros para a gente. Foram momentos que guardo como se fosse hoje e com grande alegria no coração. A Dulca me remete a esses momentos deliciosos da minha vida!

Regina Czeresnia, proprietária do restaurante VegeTAO

Como praticamente todo brasileiro, carrego comigo a irresistível atração por chocolates e doces.

Mas foi somente na Páscoa em abril de 2011 que conheci o que passou a ser o meu doce preferido, quando a empresa em que trabalhava presenteou cada um dos mais de 400 funcionários com o melhor sonho que já havia experimentado na vida. A curiosidade foi tanta que no dia seguinte já estava na loja da Dulca mais próxima do escritório, em uma charmosa esquina do bairro do Higienópolis, em São Paulo, para ver se aquilo tudo era verdade mesmo. E era! Aliás, era muito mais!

Depois desse dia, uma vez por semana lá estava eu tomando um café e apreciando um doce diferente, mas na maioria das vezes era o fantástico Sonho Dulca que lá estava sobre a mesa! A vontade era tanta que levava mais dois para viagem, um para mim e outro para minha fiel companheira dos doces, minha avó!

A lembrança daquela Páscoa até hoje não sai de minha cabeça e a Dulca hoje faz parte das melhores sensações do prazer em degustar um maravilhoso e impecável doce, elaborado artesanalmente ao longo dos mais de 64 anos de tradição!

Leandro Mendes, publicitário

A Dulca faz parte da minha família, substituí meu irmão que
trabalhou durante 15 anos na fábrica, hoje trabalho junto
com meu cunhado e sobrinhos.

Cleide Pereira de Andrade, 17 anos de Dulca. Coordenadora de Produção da Fábrica

Para mim o segredo da Dulca é o cuidado com o padrão de qualidade e a escolha de uma boa matéria-prima.

Renata Gomes de Souza, 9 anos de Dulca. Coordenadora do Setor Chocolates e Decoração

Muitos anos de Dulca, aprendi muito, em especial com a Da. Ana, 
que me ensinou a arte de lidar com produtos tão delicados.

Dna. Ivone de Oliveira, 22 anos de Dulca. Resposável pelo Processo de Embalagem

Sou cearense e palmeirense, o mais velho aqui na Dulca, 
hoje meu filho trabalha comigo também. 
O segredo de tanto tempo é querer sempre aprender
e ter muito amor pelo que se faz.

Sr. Francisco Alves Ribeiro, 43 anos de Dulca. Mestre Chocolateiro “Chocolatier”

Conte sua História com a Dulca...